Isabela Figueiredo regressa com “Um cão no meio do caminho” neste mês de novembro

Autora de títulos como “Caderno de memórias coloniais” e “A gorda”, ambos publicados em Portugal pela Editorial Caminho e no Brasil pela Editora Todavia, a escritora regressa às livrarias portuguesas com a edição portuguesa do seu novo romance, “Um cão no meio do caminho”, que conta com 296 páginas, já no próximo dia 22 de novembro.

“Um cão no meio do caminho”, de Isabela Figueiredo
(ed. Editorial Caminho, 296 páginas)

Sinopse:
Este novo romance de Isabela Figueiredo, a que ela deu o sugestivo e justificado título de “Um cão no meio do caminho”, conta-nos as histórias de um homem e de uma mulher que sofrem, cada um à sua maneira, um dos grandes males da vida moderna – a solidão.

Neles, a solidão é a resposta aos violentos acidentes com que a vida os agrediu. As sociedades modernas vivem sobre a violência. Mas há quem a recuse, como é aqui o caso de José Viriato e da sua misteriosa vizinha, Beatriz, que todos conhecem como a Matadora. O acaso junta-os, como o leitor verificará com a leitura deste livro.

Que resultado obtemos quando se juntam duas solidões? É esta a questão que este novo romance da autora do aclamado “A gorda” vem equacionar, deixando a resposta ao critério de cada leitor. Eventualmente um cão pode ajudar.

Foto: Isabela Figueiredo por Sara Matos

Sobre a autora:
Nascida em Lourenço Marques, que hoje é Maputo, em Moçambique, no ano de 1963, Isabela Figueiredo, após a independência de Moçambique, rumou a Portugal, incorporando o contingente de retornados. Foi jornalista no Diário de Notícias e é professora de Português. Estudou Línguas e Literaturas Lusófonas, Sociologia das Religiões e Questões de Género. Publicou os seus primeiros textos no extinto suplemento DN Jovem, do Diário de Notícias, em 1983. É autora de “É como quem diz” (Odivelas: Europress, 1988), novela que recebeu o primeiro prémio da Mostra Portuguesa de Artes e Ideias, em 1988, “Caderno de memórias coloniais”, cuja primeira edição data de 2009, e do romance “A gorda”. Escreve regularmente no blogue Novo Mundo. Desenvolve workshops de escrita criativa e participa em seminários e conferências sobre as suas principais áreas de interesse: estratégias de poder, de exclusão/inclusão, colonialismo dos territórios, géneros, corpo, culturas e espécies.

Sugestão de Leitura:

Leitores residentes em Portugal:
**”Um cão no meio do caminho”, de Isabela Figueiredo (Editorial Caminho, Wook):
https://www.wook.pt/livro/um-cao-no-meio-do-caminho-isabela-figueiredo/27857563
**Obs: Livro em pré-venda. Envio a partir de 22.11.2022.

Leitores residentes no Brasil:
“A gorda”, de Isabela Figueiredo (Editora Todavia, Amazon Brasil):
https://www.amazon.com.br/gorda-Isabela-Figueiredo/dp/8593828426
“Caderno de memórias coloniais”, de Isabela Figueiredo (Editora Todavia, Amazon Brasil):
https://www.amazon.com.br/gp/product/8593828949

Boas leituras!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top