Literatura & TV

Michael Hirst assume papel de roteirista e produtor executivo em nova minissérie baseada no clássico “O Grande Gatsby”, de F. Scott Fitzgerald

Ainda hoje, este clássico da literatura norte-americana, que foi editado há 96 anos, parmanece atual e, por isso, de vez em quando, é adaptado para diferentes formatos e faz-nos descobrir novas interpretações e novos olhares sobre as nossas existências como seres humanos e, naturalmente, reverenciar a mestria presente na escrita de F. Scott Fitzgerald.

“Parece que vivi com Gatsby a maior parte da minha vida, lendo-o primeiro como um menino da escola, depois ensinando-o em Oxford, na década de 70, e relendo-o periodicamente desde então.” — Michael Hirst

Fonte: Relógio D’Água Editores

Considerada como a obra-prima do escritor norte-americano F. Scott Fitzgerald, a obra “O Grande Gatsby” já foi recriada, por várias vezes, para o cinema. Talvez, a mais conhecida seja a do ano de 2013 quando realizador Baz Luhrmann a adaptou e Leonardo DiCaprio interpretou o papel de Jay Gatsby, contracenando com Carey Mulligan que deu vida a Daisy Buchanan.

No entanto, agora, de acordo com o The Hollywood Reporter, o romance norte-americano terá uma nova adaptação. Desta vez, o formato escolhido é o de minissérie e ele vai chegar através de Michael Hirst, que também assinou a criação da acalmada série “Vikings”. A mesma fonte revela ainda que Hirst assumirá o argumento e será produtor executivo ao lado de Michael London, o mesmo que produziu “The Visitor” (2007), “Sideways” (2004) ou ainda “Milk” (2008).

Em termos de produção, ela será liderada pela A&E Studios e pela ITV Studios America. Contudo, neste momento, não se conhece o elenco, nem existe qualquer data para a estreia e, muitos menos, a informação sobre o canal ou plataforma de streaming onde será exibido o projecto.

Relembro que esta narrativa, escrita em 1925, simboliza o sonho americano e reflecte acerca dos loucos anos vinte do século passado. Por muitos considerado o melhor livro de Scott Fitzgerald, é um romance sobre o amor e o desamor, sobre a maldade e as ambições humanas, sobre triunfos e deslumbramentos, sobre modas e excessos. 

Foto: Leonardo DiCaprio e Carey Mulligan a interpretar Jay Gatsby e Daisy Buchanan; Fonte: Warner Bros.

Caso queira adquirir estes, ou quaisquer outros livros, apoie o Sonhando Entre Linhas, usando o link de afiliado da Wook:
https://www.wook.pt/?a_aid=595f789373c37

Sobre o autor:
Francis Scott Key Fitzgerald, mais conhecido como F. Scott Fitzgerald nasceu em 1896, em Saint Paul, EUA. Considerado um dos grandes nomes da literatura do século XX, integrou a chamada “geração perdida” da literatura. Ingressou na Universidade de Princeton, com o intuito de aperfeiçoar o seu estilo literário mas acabou por abandoná-la em 1917, quando se alistou no exército. Começou a sua carreira literária em 1920, com a publicação do romance “Este Lado do Paraíso”, obra que lhe deu grande popularidade. O seu segundo romance, “Belos e Malditos”, foi publicado em 1922 e, é deste mesmo período, a publicação de “O Curioso Caso de Benjamin Button”. Com a esposa, Zelda Sayre, Fitzgerald mudou-se para França, onde concluiu, em 1925, seu terceiro e mais célebre romance, “O Grande Gatsby”, considerado pela crítica especializada como a obra-prima do escritor e uma das 100 melhores obras literárias de todos os tempos, tendo sido adaptado várias vezes para o cinema. Em 1934, publicou “Terna é a Noite”, romance pungente que o autor considerava a sua melhor obra. Acometido por tuberculose, desde a década de 1910, Fitzgerald lançou-se ao alcoolismo, um hábito que seria agravado pela esquizofrenia que sofria a sua esposa Zelda. Em 1927, Fitzgerald mudou-se para Hollywood, onde chegou a trabalhar como roteirista de cinema. Em 1939, começou a escrever seu último romance, “O Último Magnate”, inacabado, e publicado postumamente em 1941. O escritor faleceu em 1940, vítima de enfarte, repentinamente.

Sugestão de Leitura:

Leitores residentes em Portugal:
“O Grande Gatsby”, de F. Scott Fitzgerald (Relógio D’Água, site da editora):
https://relogiodagua.pt/produto/o-grande-gatsby-2/

Leitores residentes no Brasil:
“O Grande Gatsby”, de F. Scott Fitzgerald (Antofágica, Livraria da Travessa):
https://www.travessa.com.br/o-grande-gatsby-1-ed-2020/artigo/86c399a5-9e2b-45ac-b89c-c2280d1bdec0

Também estamos no Instagram:
https://www.instagram.com/sonhandoentrelinhas/

Boas leituras!

About author

Articles

Criativo, Criador do Sonhando Entre Linhas, amo ler, e escrever. Gosto de ler quase todos os géneros literários. Amo autores como Valter Hugo Mãe, Fernando Pessoa, José Saramago, João Pinto Coelho, Itamar Vieira Junior, Jeferson Tenório, entre outros. Desde agosto de 2019, trabalho no Grupo LeYa Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *