Novidades Editoriais

Intrínsecos: No Brasil, o regresso de Markus Zusak acontece a 20 de Fevereiro, com o “O Construtor de Pontes”, o mais seu recente romance

Depois do sucesso astronómico de “A Rapariga que Roubava Livros”, Zusak regressou, em 2018, com “Bridge of Clay”. No Brasil, este novo romance fez parte do Intrínsecos, o recém-chegado e, já muito elogiado, clube de assinatura de livros da Editora Intrínseca.

Fonte: Editora Intrínseca

Na sua proposta, o clube propõe-se a enviar, exclusivamente, para todos os seus assinantes, um livro que eles consideram ser uma das grandes apostas da casa editorial. O que os distingue é que o envio é feito, aproximadamente, 45 dias antes da chegada da edição física às livrarias. No entanto, para o restante público, a espera está a poucas semanas de terminar, pois, a edição física de “O Construtor de Pontes” chega a 20 de Fevereiro.

Segundo o The New York Times, “A Rapariga que Roubava Livros” é o tipo de livro que pode mudar a nossa vida. Adaptado para o cinema, em 2013, foi realizado por Brian Percival e teve Sophie Nélisse, na pele de Liesel Meminger, a jovem que, para fugir aos horrores da Segunda Guerra Mundial, na Alemanha, roubava livros e partilhava-os com outros jovens. Além disso, um refugiado judeu era protegido pelos seus pais adoptivos. Esta foi a sua primeira saga familiar e, como resultou, o autor voltou a usar usar essa característica neste seu novo romance.

Abandonados pelo pai, após a morte da mãe, os cinco irmãos Dunbar vivem de acordo com as próprias regras numa rotina repleta de caos, desordem, violência e, ainda, de amor. Entretanto, o patriarca volta e pede aos filhos que o ajudem a construir uma ponte. Porém, ele é brutalmente rechaçado, exceto por Clay, o mais enigmático dos irmãos
O rapaz e o pai seguem em direcção a uma outra cidade para erguer a tal ponte e, dessa forma, desafiar a força do rio que derrubou todas as outras. A ponte de Clay não é, somente, de pedras, mas. igualmente. de lembranças — lembranças da mãe, uma pianista amorosa e atrevida; do pai, um homem cuja alma se enfraqueceu; dos irmãos, cada um despedaçado à sua maneira; e dele mesmo, do jovem que foi, um dia, antes de tudo mudar.

Entretanto, é através do filho mais velho, Matthew, e das suas palavras, que conhecemos os percalços da família Dunbar. Diante de uma máquina de escrever antiga, ele mostra o poder das nossas escolhas e como elas afetam a vida de todos ao nosso redor. Uma história inesquecível sobre o amor e o perdão nos tempos de caos.

Foto: Markus Zusak por Carly Earl

Caso queira adquirir estes, ou quaisquer outros livros, apoie o Sonhando Entre Linhas, usando o link de afiliado da Wook:
https://www.wook.pt/?a_aid=595f789373c37

Sobre o autor:
Filho de pai austríaco e mãe alemã, o autor australiano Markus Zusak, que nasceu em 1975, decidiu escrever “A Rapariga que Roubava Livros”, a partir da experiência dos pais sob o nazismo nos seus países de origem. Markus Zusak realizou uma ampla pesquisa sobre o tema, na própria Alemanha, verificando informações em Munique e visitando o campo de concentração de Dachau e este romance foi adaptado para o cimema, sendo que algumas histórias da ficção são recordações de infância da mãe. “I Am the Messenger” rendeu-lhe os prémios Publishers Weekly Best Books of the Year-Children e o Children’s Book Council of Australia Book of the Year Award. Também é autor de “Nada Menos que um Milagre”, que chegou em 2019. 

Sugestões de Leitura:

Leitores residentes em Portugal:
“A Rapariga que Roubava Livros”, de Markus Zusak (Editorial Presença, Wook):
https://www.wook.pt/livro/a-rapariga-que-roubava-livros-markus-zusak/201084

Leitores residentes no Brasil:
**“O Construtor de Pontes”, de Markus Zusak (Editora Intrínseca, Livraria da Travessa):
https://www.travessa.com.br/o-construtor-de-pontes-1-ed-2019/artigo/932d10b9-7d54-4be9-b7d7-af1eb735379c
**Obs: Livro em pré-venda. Envio a partir de 20 de fevereiro de 2019.
“A Menina que Roubava Livros”, de Markus Zusak (Editora Intrínseca, Livraria da Travessa):
https://www.travessa.com.br/a-menina-que-roubava-livros-3-ed-2013/artigo/aec36e33-38ec-43c8-abb7-114871b2bc9d

Também estamos no Instagram:
https://www.instagram.com/sonhandoentrelinhas/

Boas leituras!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *