Vida de Escritor

Diários de Virginia Woolf discutidos em aula virtual nos 80 anos após a sua morte

No ano em que se completam oito décadas da morte de Virginia Woolf (1882-1941), a The School of Life promove, em parceria com a Editora Nós, uma “aula experiência” para debater o primeiro volume dos diários da autora inglesa, lançado pela casa paulistana.

“Enquanto navios eram afundados durante as guerras, as cidades eram bombardeadas e a gripe espanhola dizimava pessoas no mundo todo, ela [Virginia] foi registrando o testemunho de si e do seu tempo.” — Simone Paulino, Editora Nós

O evento, que começa às 19 horas (23 horas de Lisboa) do dia 27 de abril, conta com a presença da criadora da Nós, Simone Paulino, do psicanalista André Resende e da tradutora Ana Carolina Mesquita. Pode inscrever-se aqui.

No encontro, com previsão para terminar às 21 horas (01:00 de Lisboa), os participantes mergulham no cotidiano da autora de “Mrs. Dalloway” (1925) e “Ao Farol” (1927) através dos seus textos de não-ficção — com foco nos momentos em que ela definiu como “ser e não ser”.

Foto: Virginia Woolf; Fonte: Wikimedia Commons

Caso queira adquirir estes, ou quaisquer outros livros, apoie o Sonhando Entre Linhas, usando o link de afiliado da Wook:
https://www.wook.pt/?a_aid=595f789373c37

Sobre a autora:
Nasceu em Londres a 25 de janeiro de 1882, filha de Sir Leslie Stephen, escritor e historiador ilustre da Inglaterra vitoriana. Desde cedo ligada a grupos de intelectuais, Virginia Woolf casou, em 1912, com Leonard Woolf e com ele fundou a editora Hogarth Press, responsável pela revelação de autores como Katherine Mansfield e T. S. Eliot e pela publicação das suas próprias obras. Reconhecida como uma das mais proeminentes figuras do modernismo britânico, destacam-se entre os seus trabalhos os romances “Mrs Dalloway” (1925), “Orlando” (1928) e “As Ondas” (1931), assim como o ensaio “Um Quarto que Seja Seu” (1929). Após sucessivas crises depressivas e não suportando o isolamento provocado pelo agravar da Segunda Guerra Mundial, suicida-se a 28 de março de 1941, em Lewes.

Sugestões de Leitura:

Leitores residentes em Portugal:
“Diários”, de Virginia Woolf (Relógio D’Água, site da editora):
https://relogiodagua.pt/produto/diarios-2/
“Rumo ao Farol”, de Virginia Woolf (Relógio D’Água, site da editora):
https://relogiodagua.pt/produto/rumo-ao-farol/
“Mrs. Dalloway”, de Virginia Woolf (Livros do Brasil, Wook):
https://www.wook.pt/livro/mrs-dalloway-virginia-woolf/16066983
“Um Quarto Só para Si”, de Virginia Woolf (Relógio D’Água, site da editora):
https://relogiodagua.pt/produto/um-quarto-so-para-si/

Leitores residentes no Brasil:
“Diários”, de Virginia Woolf (Editora Nós, Livraria da Travessa):
https://www.travessa.com.br/os-diarios-de-virginia-woolf-volume-1-1915-1919-1-ed-2021/artigo/4b83744c-3614-4482-90bc-a39e710823b8
“Mrs. Dalloway”, de Virginia Woolf (Penguin-Companhia, Livraria da Travessa):
https://www.travessa.com.br/mrs-dalloway-1-ed-2017/artigo/3c12d6c4-9c43-4d72-b0aa-c144d85174c5
“Um Teto Todo Seu”, de Virginia Woolf (Tordesilhas, Livraria da Travessa):
https://www.travessa.com.br/um-teto-todo-seu-1-ed-2014/artigo/58680f6e-4d22-4eb7-9cbf-1798594f1b88

Também estamos no Instagram:
https://www.instagram.com/sonhandoentrelinhas/

Boas leituras!

About author

Articles

Criativo, Criador do Sonhando Entre Linhas, amo ler, e escrever. Gosto de ler quase todos os géneros literários. Amo autores como Valter Hugo Mãe, Fernando Pessoa, José Saramago, João Pinto Coelho, Itamar Vieira Junior, Jeferson Tenório, entre outros. Desde agosto de 2019, trabalho no Grupo LeYa Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *