Literatura & TV

BBC vai adaptar “O Homem de Giz”, de C. J. Tudor, para série de TV

Numa produção que vai juntar os estúdios americanos Nice Media e Windowseat, “O Homem de Giz”, o primeiro livro de C. J. Tudor, vai ser adaptado para uma série de seis episódios pela BBC, onde o roteiro está a cargo de Mick Ford, conhecido por ter escrito os roteiros de “The Boy With The Top Knot” e de “Single Father”, uma minissérie de 4 episódios.

“Sabíamos que a história assustadora de C. J. Tudor sobre adultos assombrados pelo passado deixaria os telespectadores fascinados” — Tom Sherry, BBC.

Fonte: Editorial Planeta Portugal

O thriller, que chegou às listas de bestsellers em vários países, acompanha, em 1986, um grupo de crianças que usa símbolos desenhados no chão como forma de comunicação. No entanto, um certo dia, pequenos homens de giz acabam por levá-los para o meio de uma floresta, onde encontram um corpo desmembrado.

Todos tentaram superar os traumas do terrível acontecimento, mas,trÊs décadas mais tarde, os amigos recebem um envelope com um pedaço de giz e uma forca desenhada. Eles estão em perigo, mais uma vez.

Perfeito para os fãs de “Stranger Things” e, por acréscimo, das narrativas de Stephen King, “O Homem de Giz” traz o melhor do suspense: personagens maravilhosamente construídos, mistérios de prender o fôlego e, naturalmente, reviravoltas que vão impressionar até os leitores mais escaldados.

Neste momento, a série ainda não tem previsão de estreia.

Relembro que, durante uma entrevista, a autora que, nos dias de hoje, é bestseller, confessou que este livro foi a sua última tentativa para se tornar escritora, dado que, depois de inúmeras rejeições, achava que estava a caminhar para uma idade em que já não se sentiria capaz de voltar a tentar. Surpreendentemente, aos 46 anos, estava num comboio quando, de repente, através do Twitter, recebeu um elogio de Stephen King por este seu livro de estreia. Nesse instante, ela nem queria acreditar no que tinha acabado de ocorrer, afinal o seu sonho, a partir dali, passou a ser uma realidade.

Foto: C. J. Tudor por Mariel Kolmschot

Caso queira adquirir estes, ou quaisquer outros livros, apoie o Sonhando Entre Linhas, usando o link de afiliado da Wook:
https://www.wook.pt/?a_aid=595f789373c37

Sobre a autora:
C. J. Tudor é natural de Salisbury e cresceu em Nottingham, onde ainda vive com o companheiro e a filha pequena. O seu amor pela escrita, em especial pelo macabro e pelo sinistro, manifestou-se desde cedo. Enquanto os jovens da sua idade liam Judy Blume, ela devorava as obras de Stephen King e de James Herbert. “O Homem de Giz” foi o seu primeiro livro. A ele, seguiu-se “Levaram Annie Thorne”. Já neste ano de 2020, chegou “Os Outros”.

Sugestão de Leitura:

Leitores residentes em Portugal:
“O Homem de Giz”, de C. J. Tudor (Editorial Planeta Portugal, Wook):
https://www.wook.pt/livro/o-homem-de-giz-c-j-tudor/21291952

Leitores residentes no Brasil:
“O Homem de Giz”, de C. J. Tudor (Editora Intrínseca, Livraria da Travessa):
https://www.travessa.com.br/o-homem-de-giz-1-ed-2018/artigo/f48cade5-baa7-4eea-a2b1-10a41fc6b1b9

Também estamos no Instagram:
https://www.instagram.com/sonhandoentrelinhas/

Boas leituras!

About author

Articles

Criativo, Criador do Sonhando Entre Linhas, amo ler, e escrever. Gosto de ler quase todos os géneros literários. Amo autores como Valter Hugo Mãe, Fernando Pessoa, José Saramago, João Pinto Coelho, Itamar Vieira Junior, Jeferson Tenório, entre outros. Desde agosto de 2019, trabalho no Grupo LeYa Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *