Eventos Literários

2 autores portugueses participam na residência literária virtual promovida na 16ª edição do Flipoços

Entre os dias 21 e 25 de julho vai ocorrer a edição de 2021 do Flipoços, um importante festival literário brasileiro que este ano vai ter a participação de Joel Neto e Teolinda Gersão dois autores a representar a literatura produzida em Portugal.

Recentemente, o Festival Literário Internacional de Poços de Caldas (Flipoços) divulgou a sua programação de 2021, que será realizado no formato on-line. Uma das grandes novidades deste ano é a primeira Residência Literária Virtual Flipoços Camões, organizada em parceria com o Instituto Camões CCP Brasília. Por esse motivo, ao longo de 20 dias, os escritores portugueses Joel Neto e Teolinda Gersão passearão pela cidade e pela sua história, de forma virtual, através de conversas com historiadores, jornalistas, escritores e personalidades locais.

Joel Neto nasceu na ilha Terceira, nos Açores, e mudou-se para Lisboa no final da adolescência, para estudar Relações Internacionais no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Depois de década e meia de trabalho como repórter, editor e chefe de redação na maior parte dos grandes jornais e revistas portugueses, voltou à ilha natal em 2012, determinado a dedicar-se inteiramente à literatura. Vive desde então no lugar dos Dois Caminhos, freguesia da Terra Chã, na companhia da mulher, a tradutora Catarina Ferreira de Almeida, e dos dois cães. Colunista de alguns dos principais jornais nacionais, nomeadamente Diário de Notícias e O Jogo, publica regularmente em revistas e antologias literárias portuguesas e estrangeiras. Tem livros e/ou contos publicados em países como Reino Unido, Espanha, Itália, Polónia, Brasil ou Japão.

Teolinda Gersão estudou nas Universidades de Coimbra, Tübingen e Berlim, foi leitora de português na Universidade Técnica de Berlim e professora catedrática da Universidade Nova de Lisboa, onde lecionou Literatura Alemã e Literatura Comparada. Viveu três anos na Alemanha, dois anos em São Paulo, Brasil, e conheceu Moçambique e a cidade de Lourenço Marques, onde decorre o romance “A árvore das palavras”. É autora de 19 livros e a sua obra encontra-se traduzida em 20 países. Considerada uma das maiores escritoras portuguesas da atualidade, foi galardoada com os mais prestigiados prémios literários nacionais, nomeadamente o Grande Prémio de Romance e Novela da APE, o Prémio do PEN Clube (1981 e 1989), o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco, o Prémio Fernando Namora (1999 e 2015) e o Prémio Literário Vergílio Ferreira 2017 pelo conjunto da sua obra. Foi escritora residente da Universidade de Berkeley em 2004. Alguns dos seus contos e livros têm sido adaptados ao cinema e ao teatro e encenados em Portugal, na Alemanha e na Roménia. Em 2018 foi-lhe atribuído o Marquis Lifiteme Achievement Award.

No fim desse período, eles desenvolverão textos que farão parte de um e-book que será lançado em novembro, com distribuição gratuita. Adicionalmente, é importante realçar que toda a programação onde a dupla estará presente será aberta ao público e transmitida ao vivo pelas redes sociais do Festival.

A residência tomará corpo numa casa virtual que abrigará os dois escritores. Em cada uma das divisões, eles vão desenvolver um tema recorrendo a diversos vídeos. No quarto, por exemplo, eles falam dos seus sonhos; na biblioteca, sobre a lusofonia e na cozinha, as suas referências gastronômicas. É uma forma de o leitor brasileiro conhecer a Teolinda e o Joel, a partir de um olhar mais pessoal e mais próximo. o início do projeto está marcado para o mesmo dia do início da Residência Literária: 21 de julho e ele será alimentado à medida que o projeto acontece, trazendo para a página todas as atividades de que a Teolinda e o Joel participarão.

Ao fim do projeto, além do já mencionado e-book com os textos produzidos pelos dois escritores, será lançado um documentário com os bastidores da Residência Literária.

Programação

A 16ª edição do Festival Literário terá mais de 20 editoras parceiras e participações de diversos jornalistas, escritores nacionais e internacionais, editores e críticos literários na programação. Além disso, todos os debates e encontros poderão ser acompanhados ao vivo de forma gratuita e os lançamentos literários estarão à venda de forma inédita apresentados em carrosséis, modelo rotativo de exibição durante os debates. Toda a logística de venda e entrega estará a cargo da Livraria Martins Fontes, a Livraria oficial do Festival.

Na programação, os temas de interesse geral serão discutidos pelos convidados como, por exemplo, a história do negro no Brasil, a desigualdade social e a pandemia e ainda como os novos desafios do aprendizado e as formas de relacionamento podem impactar-nos.

Quanto à programação do Flipocinhos, voltada para as crianças, ela será realizada em parceria com o Sesc.

Para mais informações, consulte:
http://www.flipocos.com

Foto: Divulgação

Também estamos no Instagram:
https://www.instagram.com/sonhandoentrelinhas/

Boas leituras!

About author

Articles

Criativo, Criador do Sonhando Entre Linhas, amo ler, e escrever. Gosto de ler quase todos os géneros literários. Amo autores como Valter Hugo Mãe, Fernando Pessoa, José Saramago, João Pinto Coelho, Itamar Vieira Junior, Jeferson Tenório, entre outros. Desde agosto de 2019, trabalho no Grupo LeYa Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *